Os meus seguidores.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Fateixas de luxo!

Muito se fala sobre a qualidade das fateixas que usamos nas nossas amostras. Muitas opiniões trocamos sobre as mesmas. As desta marca são melhores por isto, as daquela são melhores por aquilo, as brancas brilham na água, as castanhas passam mais despercebidas…
A foto que abaixo apresento foi-me enviada por um dos meus companheiros de pesca, Rui Estrela que, em casa, ao lavar a amostra após uma jornada de pesca se descuidou e espetou esta beleza no seu dedo. Após o incidente, não lhe restou outra alternativa senão deslocar-se ao centro de saúde para que o “piercing” lhe fosse retirado.


Infelizmente, estes incidentes são muito comuns na pesca e podem estragar-nos uma jornada de pesca. Recomendo, portanto, que pesquem sempre em companhia e que possuam um bom alicate corta arame bem como um pequeno estojo de primeiros socorros apetrechado e onde não falte um desinfectante e alguns pensos rápidos.
Só para terminar, refiro que neste caso esta fateixa pertencia a uma amostra MaxRap da Rapala.

7 comentários:

Rebolo disse...

Boas,
Até doí só de olhar, nunca me aconteceu uma coisa destas,
Certamente que ficam aqui bons conselhos para caso aconteça um acidente destes tenhamos à mão material para poder remediar a coisa.
Abraço

Pedro Soeiro disse...

Espero que nunca me aconteça. Também me doeu só de ver.
Abraço.

NK disse...

Parabéns pela frontalidade no PCA!

A mim cortaram-me o piu e até hoje não tive qualquer explicação... apenas calculo que tenha sido por ter feito um comentário num blog...

Continua e abraços,

Ninja Matrix disse...

Fod....até me doi so de ver!

Pedro Soeiro disse...

Ah, agora já viste bem. Estou desconfiado que so vês o que queres. eheheheheh
Abraço.

Ninja Matrix disse...

Nos os ninjas somos assim...temos um visão periférica que depende da hora do dia que se trate...e daí que eu a certas alturas fique ofuscado com o barulho da sluzes e me torne ainda mais pitosga!!!ehehehe

Pedro Soeiro disse...

Ó Ninja, não sabia que tinhas um lado poético. O "barulho das luzes" é lindo. Gostei.
Abraço.