Os meus seguidores.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Almoço na prisão.

Quando me dá a febre da pesca, e dá muitas vezes, os meus neurónios passam-se completamente. Só existe uma forma de os acalmar. Mar, muito mar, sempre o mar.
Há dois dias, com o calor que se fazia sentir, a pancada foi ainda maior. O calor exponenciou o problema. A solução era evidente.
Rapidamente preparo o material e arranco na direção de Aveiro, quebrando alguns limites de velocidade na A25, mas sem exageros porque queria mesmo chegar…
Chego à praia ao meio dia. Para mim, uma hora impensável para pescar, pois nunca apanhei um robalo que fosse para além das onze horas. Pesca que se preze tem que ser feita entre o por do sol e a alvorada. Mas a febre não baixava.
Assim que o contemplo, a sua grandeza e beleza acalmam-me quase instantaneamente. É chegada a hora da pesca tão desejada. Sob um sol altaneiro e um calor abrasador que só a brisa marinha de quando em vez quebrava, ia efetuando os lançamentos e as recolhas em movimentos repetitivos. Amostra vai, amostra vem.
Quatro horas depois e cinco quilómetros palmilhados, chego à Vagueira. Nem dei pelo tempo passar. Havia tomado o pequeno almoço às sete horas da manhã e ainda não tinha comido mais nada. Lembro-me então de repor energias. Dirijo-me à Prisão do Alemão. Um restaurante explorado por um alemão há muito tempo radicado no nosso país onde podemos provar comida típica alemã e portuguesa. Optei por uma salsicha alemã que quando chegou à mesa me assustou pelo seu comprimento. Já vi peixes-espada mais pequenos. Para acompanhar a iguaria solicitei uma cerveja alemã, fermentada, que é de beber e chorar por mais. Mas meio litrinho já chegava, pois tinha que regressar. Recomendo.
 



De novo na praia, recomeço a faina até ao cair do sol, perscrutando todos os pesqueiros que existiam por lá. Não era dia de peixe. Ou não quiseram, ou não tive engenho para os enganar. Fica a dúvida!
De uma coisa estava certo. Na hora de voltar para casa estava cansado, sem peixe, mas calmo, muito calmo. E feliz também.

Fiquem bem!

15 comentários:

João Pinto - http://sheospinning.blogspot.com/ disse...

Que excelente aspecto a comida... e a cerveja com o calor que tem estado não devia estar pior, também concordo que o meio do dia não é o melhor mas... o meu recorde foi ás 13:30 +- num dia de verão, com águas cristalinas e um calor de rachar

Ninja Matrix disse...

Carissimo Xtor!

Essa foto do teu almoço é um pouco "esquesita"...eheheh! Tem um formato estranho...lol
Nesse mesmo local o Monster Burger é bem melhor!

Abraço

Pedro Soeiro disse...

Olá João Pinto. O peixe não me liga muito ultimamente mas de dia ainda pior. Vou pescando de dia por descargo de consciência.
Abç.

Pedro Soeiro disse...

Óooooooo Ninja,
e as francesinhas?! Ui, ui.
A comida na generalidade é boa (pelo menos o que ja comi) mas a cerveja fermentada é excelente. Temos que marcar um dia aos robalos com uma almoçarada lá.
Abç.

Anónimo disse...

Boas Pedro, vai lá vai ,assim é que é, pesca não é só apanhar peixe...haver se quando andares por estas bandas apitas,provavelmente haverá qualquer coisa heheh.Saúde.



ABR Nuno Sousa.

Pedro Soeiro disse...

Viva Nuno.
Há falta de peixe temos que nos "distrair" de outras formas.
Quando for para esses lados dou uma apitadela para combinarmos qualquer coisa. Envia-me os teus contactos para o mail s.f.f.
(pedrons@gmail.com)
Abraço.

Kaywox disse...

tenho pena de que quando me convidaste era impossivel para mim...

já tou com saudades de comer um total com uma cerveja caseira... e de te ver a comer essas salsichas gigantes...lol

o peixe é que podia colaborar um pouco..

quanto ao monster que o ninja fala, só conheci 2 pessoas que o comeram até ao fim... e uma delas sentiu-se mal ;)

1 abraço

Pedro Soeiro disse...

Óooooooo menino, vamos ter mais dias para pescar e caminharmos até à "cervejinha prometida". Com um pouco de sorte até lá chegamos carregados com peixe.
Não reparei, ainda, nesse total, mas vou ficar atento para a proxima.
Abç.

Ninja Matrix disse...

O ninja come sempre o monster e não se sente mal....lol
Para quem não e para comer não é para pescar!!ehehe

Abraço

Pedro Soeiro disse...

Mas olha que não comias esta salsicha. Tem seguramente 80 cm de comprimento. A foto parece um prato mas na realidade trata-se de uma travessa.
Se não fosse o gato que lá andava, parte dela tinha ficado na travessa. E da cerveja também. Bebeu que se fartou. Depois foi aos SSSS e deixou-se apanhar por um cão. Foi recuperado para hamburguers. eheheheheeh

Anónimo disse...

ai ai até mete dó temos uma das melho res gastronomias do mundo e vem para aqui estes trolhas falarem de salsicha da meica e monster burger;ó xtor dá uma apitadela ao matos para marcar mas é 1 ou 2 «BORREGOS» no forno ,já que ele anda em maré de fartura que o tio leva aqui um tinto de cortar a respiração eh eh eh eh ps:...e não estou a brincar abraço robalo de carbono

Pedro Soeiro disse...

Óoooooooo robalo de carbono, gosto da ideia. Fica descançado que vou-lhe transmitir o recado.
Abç.

Matos disse...

Soeiro e Paulo (RdC),

também gostei da ideia, o próximo BARROTE fica para fazer uma almoçarada com BARROTE no forno a lenha (a confirmar)... Cuidado com os pregos.... no barrote... hehehe... não é com as penas...à pato... HAHAHAHHA

Grd abr

Matos disse...

Boas Soeiro,

o mar tem destas coisas....

Calma...

Acalma...

E dá saúde À alma...

Grd abr ;)

Pedro Soeiro disse...

Óoooooooo Matos, começo a perder a calma...
Vou aí, não dá peixe. Tenho embora, dá peixe no dia a seguir. Tens que admitir que irrita...
Pode ser que passe com o barote no forno.
Abç.