Os meus seguidores.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Novas aquisições #1

As Lucky Craft Flashminnow 110 e 130 são amostras sobejamente conhecidas e com créditos mais que firmados. Fazem parte daquele grupo de amostras obrigatórias para quem pratica spinning ao robalo. Já possuía alguns exemplares das LC 130 mas ainda não tinha adquirido nem experimentado nenhuma no tamanho 110.
As Lucky Craft Flashminnow 110 SP são jerkbaits com 11cm de comprimento e com um peso de 16,5g. Em recuperação atingem, segundo o fabricante, uma profundidade de 0,5m. Pertencem à classe de amostras “suspending”, isto é, quando se para a sua recuperação mantêm a profundidade onde está. Não afunda nem volta à superfície.



Experimentei-as este fim-de-semana e considero que, sem serem amostras “super voadoras” permitem alcançar boas distâncias no lançamento. Possuem um “rattling” interno que produz vibração e têm uma acção natatória em “wobbling” quando puxadas linearmente.
Estas duas amostras nas cores Chart Back (amarela) e Pearl Spotted Shad (com pintas), em minha opinião são mais propícias para águas abertas, tanto de dia como de noite. Como a pesca não é uma ciência exacta foram para a água que apresentava outras características. Apesar de não ter ferrado qualquer robalo creio terem potencial para me dar algumas alegrias. A ver vamos.

4 comentários:

Kaywox disse...

Olá Padrinho

em primeiro quero-te dar os parabens pelas fotos, que apesar de um pouco desfocadas ficaram todas pipis e com alguma piada.

quano as amostras em sí....por acaso não tenho nenhuma desse tamanho, ainda no fim de semana passado tive com umas iguas nas mãos, mas não as experimentei porque dono estava mais preocupado em tirar peixe e testar melhor a cana semi nova do que em partilhar algumas amostras com a malta.....é assim...quando se quer tudo acaba-se por ir para casa de mãos a abanar...hehehe

1 abraço

Pedro Soeiro disse...

Tens alguma razão. De facto não me lembrei que nunca tinhas experimentado as amostras. Podias ter avisado. Sabes bem que não havia qualquer problema nisso. Acabei por não vir para casa de mãos a abanar, safei as amostras das tuas mãos. O mais certo era ficarem presas numa rede qualquer. Tenho dito.
Quanto às fotos, o prfessor era razoável. Só não explicou a parte da focagem. Quando o vir falo com ele. eheheeh
Abraço.

Fernando Rodrigues disse...

Pedro, leve sempre estas amostras para as suas sessões. Meta-as na agua sempre que possa. As cores mais populares apanham peixe se eles lá andarem.Ab.

Pedro Soeiro disse...

Obrigado pelo conselho, Fernando. Vou "lavá-las" até perderem a pintura.
Abraço.